Skip to content

16/06/2018 Notícia

VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA O 10W40, 15W30, 5W40 NOS NOMES DOS ÓLEOS?

Total

Na hora de comprar o lubrificante para seu veículo, você deve se deparar com todos aqueles números, siglas e palavras que parecem  não fazer nenhum sentido, não é mesmo? Mas não é para se assustar! Essa é uma dúvida muito frequente entre muitos consumidores e até comerciantes, portanto é importante esclarecer. Afinal,  Escolher o óleo correto é essencial para o correto funcionamento do seu veículo. Então, vem com a gente tirar suas dúvidas, descubra mais sobre este universo e se torne um expert de óleos lubrificantes dando uma olhada na imagem ilustrativa e sua respectiva numeração.

Total

1 - Linha de produtos

Vamos começar a explorar a embalagem de nossos produtos pelo fator de maior destaque dos rótulos dos óleos lubrificantes: a linha de produto. No centro da embalagem, você encontrará qual a principal categoria do óleo. No caso da Total, possuímos  as linhas Quartz, Elf, Rubia e Classic. Lembrando que, algumas linhas possuem subcategorias para detalhar ainda mais, como o INEO, ENERGY PRO, entre outros. Essa especificação se encontra logo abaixo do nome principal da linha do produto.

2 - Classificação SAE de viscosidade

É aí que o bicho pega! Muitos já devem ter visto que todo óleo lubrificante possui os números, junto à letra, formando uma sigla, como “10w40, 15w30, 5w40”. Cada veículo  necessita de uma  uma   viscosidade de óleo específica,  de acordo com o tipo de motor, uso, quilometragem e temperatura ambiente. A letra “W” representa a palavra “Winter”, que significa inverno em inglês. Sendo assim, o primeiro número indica a viscosidade do óleo em baixas temperaturas, quando o motor ainda está em repouso. Já o segundo número aponta a viscosidade do óleo à 100 graus C°, quando o veículo já está em movimento. A viscosidade do óleo ideal para seu veículo está no manual do veículo.

3 - Tipo do lubrificante

Agora que você chegou até aqui, não dá para ignorar as letrinhas pequenas abaixo do índice SAE. Lá, você saberá qual tipo do seu óleo: mineral, sintético ou semissintético. Se você ainda não sabe o que esses nomes querem dizer, não se preocupe, pois já falamos por aqui tudo o que você precisa sobre essas categorias. Não deixe de dar uma conferida!

4 - Aplicação do produto

Por fim, ao lado inferior direito, você encontrará as especificações de aplicações, de acordo com as normas americanas (API) ou normas europeias (ACEA).

API

 A classificação API está baseada nos graus de severidade em que os motores são expostos. É essencial saber que o “S”  indica a especificação correta para motores à combustão, ou seja, veículos de passeio, caminhonetes e vans. Enquanto o nível de performance será avaliado na escala de “A” a “M”  seguindo a evolução das letras, em que o “M” indica o óleo de maior qualidade, para veículos que exigem alta performance.

ACEA

No caso das normas ACEA, a letra “A” indica que o óleo é para motores a gasolina de veículos  de passeio, a letra “B” quer dizer que o lubrificante é indicado para motores à diesel  rápido (caminhonetes e jipes), enquanto a letra “C” significa que o óleo é feito para veículos  à diesel pesado (ônibus e caminhões). Todas as letras podem vir acompanhada de um número, que significa o nível baixo, médio ou alto de performance do mesmo representado respectivamente por “1”, “2” e “3”.

Bom, agora que você sabe ler direitinho o rótulo do óleo lubrificante, não dá para comprar o óleo errado, hein!? Qualquer dúvida, do mesmo jeito, sempre consulte um mecânico ou um profissional especializado na área!