Skip to content

16/07/2019 Notícia

O que fazer com o amortecedor quando está vazando óleo?

Veja o que fazer com seu amortecedor quando está vazando óleo.

 

O amortecedor é uma peça que compõe o sistema de suspensão de um veículo e também é considerado um item de segurança. É responsável por manter o controle e estabilidade em oscilações e, com isso, é o que mantém a roda em contato com o chão. O primeiro amortecedor foi criado em 1926, após a identificação de problemas na estabilidade durante a direção por conta de irregularidades da pista. Com isso a condução do veículo era comprometida e dirigir se tornava bastante difícil.

Porém, como qualquer parte mecânica, o amortecedor sofre desgastes constantes e por isso pode apresentar problemas que comprometerão o desempenho do seu veículo. Nesse artigo buscamos ajudar você a identificar, prevenir e até solucionar alguns deles! 

Como funciona um amortecedor?

O funcionamento do amortecedor consiste em um princípio hidráulico composto por um ou mais pistões fluindo com um óleo de alta viscosidade durante o movimento da roda. Ou seja, o que gera o amortecimento é a dificuldade de passagem desse óleo através dos furos do pistão. Isso porque, o seu movimento através do óleo converte energia mecânica em calor, assim amortecendo o movimento e ajudando a equilibrar o veículo. Mas note que o amortecedor apenas absorve a energia causada pelo impacto, quem realmente contém o choque são as molas e outros componentes da suspensão. Para saber mais, não deixe de ler este conteúdo: https://www.totalbrasil.com/tudo-sobre-amortecedores

Quais as principais causas de vazamento do amortecedor?

Apesar de ser uma  peça resistente, é possível que o amortecedor apresente defeito ou desgaste. Quando ocorre um vazamento, o movimento do pistão é afetado e gera a redução na eficiência. Isso prejudica diretamente a dirigibilidade do automóvel e pode prejudicar até o sistema de freio. É provável que os primeiros sinais dados pelo seu carro sejam uma maior trepidação e ruídos excessivos. Por isso, vale ressaltar os principais causadores do defeito:

 

  • Vedações quebradiças ou rasgadas

Geralmente ocorre em função do desgaste do dia-a-dia, as peças de borracha do sistema acabam por ressecar e se partir 

  • Amortecedor torcido

Pode acontecer quando sofre um forte impacto, como em acidentes ou buracos profundos da pista, com isso causa o deslocamento das peças assim gerando o vazamento.

  • Desgaste de componentes internos

O amortecedor é composto por peças móveis e com o uso acabam se desgastando. Impactos e terrenos muito esburacados podem acelerar esse desgaste e causar o vazamento.

Esteja atento aos sinais de problema e procure se antecipar à possíveis problemas!

De que forma você pode evitar o vazamento e outros defeitos?

Realizando a manutenção periódica e vistorias a cada 10 mil quilômetros, pelo menos. Agindo de maneira preventiva, você irá minimizar de forma significativa defeitos no sistema de suspensão do automóvel. Também procure serviços em oficinas especializadas, siga corretamente as indicações do fabricante, não utilize peças usadas ou redirecionadas e, claro, escolha óleos lubrificantes de qualidade e que possuam reconhecimento no mercado.

Agora ficou mais fácil para entender sobre o amortecedor do seu veículo? Conte com a TOTAL para garantir sempre o melhor desempenho do seu carro e para mais dicas como essa, continue nos acompanhando aqui no blog!

É o Rafa!

Rafael Carvalho
Técnico Total Brasil

  • Técnico em automobilística
  • Engenheiro Mecânico
  • Pós Graduado em motores de combustão Interna